Notícias

Crise do coronavírus: a importância do tratamento de efluente

Atenção redobrada aos cuidados com recursos hídricos

    Trabalhos publicados na revista Lancet Gastroenterol Hepatol (vol. 5, abril/2020) mostraram que pacientes com a Covid-19 apresentaram em suas fezes o RNA do Sars-CoV-2, o novo coronavírus, causador da doença. Fato que indica a replicação ativa do vírus no sistema gastrointestinal e a possibilidade da transmissão via feco-oral ocorrer mesmo após o trato respiratório estar livre do vírus. Tais estudos servem como base para que se defenda que uma das estratégias para a detecção da presença de doença ou infecção viral na população é o monitoramento do efluente.

    Outra implicação importante da possibilidade de transmissão feco-oral do Sars-CoV-2 é que, no período de duração da pandemia, uma enorme carga viral pode estar sendo despejada nos rios. Isso está diretamente relacionado à situação sanitária do Brasil. Como consequência, poderá aumentar a disseminação do Sars-CoV-2 no ambiente e a infecção da parcela mais vulnerável da população, que não tem acesso à infraestrutura adequada de saneamento básico.

    Resultado da maior preocupação com a preservação ambiental, a manutenção dos recursos hídricos tem sido normatizada por fiscalização e leis cada vez mais severas dos órgãos responsáveis. A crise gerada pela pandemia do coronavírus vem a impor atenção e cuidados ainda maiores ao tratamento de efluentes hospitalares. As autoridades sanitárias recomendam que efluentes sanitários de lavanderia, caixas de contenção de tanques aéreos e efluentes de caixa de gordura devem ser submetidos a tratamento biológico e, se for o caso, complementado com tratamento bioquímico. A execução dessas providências requer capacitação técnica especializada em gestão e tratamento de efluentes, como também apoio de dados de coletas e análises laboratoriais.

    A Fundação Proamb, por meio de suas unidades de Engenharia e CAA (Centro de Análises Ambientais), oferece orientações sobre gestão e tratamento de efluentes, como também coloca sua estrutura laboratorial de alta tecnologia, rigorosamente certificada e habilitada, para fornecer análises de águas e efluentes. Entre em contato: (54) 3055-8700.

Fontes: Portal da Universidade Federal de Minas Gerais e Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia (INCT) ETES Sustentáveis

Unidade Administrativa:
Rua São Paulo, 1068, Borgo, Bento Gonçalves - RS
CEP 95705-420

+55 (54) 3055.8700
proamb@proamb.com.br

© Todos os Direitos Reservados 2020 | Fundação Proamb