FIQUE POR DENTRO DAS

Notícias

BUSCAR NOTÍCIA

26/11/2021

EXCESSO DE LIQUIDEZ TAMBÉM É INEFICIÊNCIA


    A pandemia foi um golpe para os negócios. E mais ainda para as empresas que estavam com a saúde financeira comprometida. “As lições foram duras. Sobreviveram os mais fortes. Infelizmente, nem sempre os mais criativos e ousados”, observa o professor Robson Gonçalves, do MBA Master em Neuroestratégia e o Pensamento Transversal®.

    Mestre em Economia, ele ministra a disciplina Comportamento Irracional em Finanças na pós-graduação promovida pela Fundação Proamb e Esic Business & Marketing School, e salienta que, como em qualquer crise, a pandemia também trouxe valiosos ensinamentos. “A lição principal se refere à importância da economia digital e da capacidade de adaptação. E isso em todos os sentidos, não apenas o financeiro”, sugere.

    Ter uma estrutura contábil nesses momentos é o que muitos gestores almejam para passar pelos momentos de turbulência sem grandes sobressaltos. Entretanto, diz Gonçalves, isso não é condicional para se dar bem nas adversidades. “Sem dúvida, liquidez é fundamental em momentos de incerteza. Mas todos temos uma relação de amor e ódio com o caixa. Excesso de liquidez também é ineficiência. O importante é poder desimobilizar ou acessar boas linhas de crédito com rapidez”, avalia o docente, palestrante nas áreas de conjuntura econômicas, estudos setoriais e planejamento por cenários.

    Para ele, um dos maiores erros cometidos por gestores na administração dos caixas, principalmente em relação a pequenas e médias empresas, é a confusão e a mistura que muitos fazem entre as finanças pessoais e as do próprio negócio. Mas, além de ser um erro comum, esse é um comportamento perigoso. “Sem uma separação clara dos fluxos pessoais e empresariais, a gestão financeira pode se tornar impossível”, alerta Gonçalves.

    À parte dos resultados ruins, que fazem parte do jogo, há alguns sinais que precisam permanecer no radar dos empresários a fim de não comprometer as finanças. “Tanto o excesso de aportes para cobrir prejuízos recorrentes quanto o exagero na aquisição de ativos, incluindo estoques, são sinais de alerta importantes”, observa o professor de cursos de MBA e pós-MBA.

    Uma boa forma de se precaver disso é buscar uma opinião externa e isenta. Neste sentido, consultorias podem realizar um trabalho que vai desde a ideação até a gestão de um negócio em pleno andamento.

    Aliás, Gonçalves acredita que conversar com pessoas que tenham uma outra forma de enxergar os negócios também pode ajudar. “Nunca tome decisões sem consultar pessoas com uma visão de negócio diferente da sua. Infelizmente, somos maus juízes em causa própria”, diz. Além disso, afirma que em situações de estresse, as pessoas tendem a ser mais impulsivas. “Respirar fundo e pedir uma opinião sob um prisma bem diverso costuma ajudar muito. Em tudo na vida”, ensina.


MAIS SOBRE MBA Educação

VEJA TAMBÉM

Matérias anteriores

VEJA TAMBÉM

Mais lidas

+30
anos
DE EXPERIÊNCIA
Empresa
Certificada
ISO 14001 | ISO 9001 | ISO 17025

7 unidades
de negócio

Entrar em contato no WhatsApp